5 passos para planos de ação efetivos

5 passos para planos de ação efetivos

Se você é um gestor de projetos ou se vê atualmente na gestão de algum projeto em sua empresa, com certeza já teve que pensar em um plano de ação para colocá-lo em prática. Um plano de ação é a forma de tornar realidade algumas metas, objetivos e necessidades que qualquer organização eventualmente tenha.

Como gestor de um projeto, é sua responsabilidade zelar pelo bom andamento de todas as atividades envolvidas, bem como garantir sua qualidade. Como fazer isso? Um plano de ação é justamente o que você precisa!

Confira esses passos para elaborar um plano de ação mais assertivo:

.

 1 - Saiba exatamente aonde sua empresa quer chegar

Quais são os objetivos e as metas de sua empresa com esse projeto? Por exemplo, se o projeto é a realização de um evento, deve estar bem claro para o gestor e para a equipe envolvida quais são os objetivos gerais dessa atividade, como a divulgação de um novo produto.

2 - Seja específico com suas metas: torne-as objetivas e mensuráveis

Todas as metas que a empresa tem com esse projeto devem ser específicas, objetivas e mensuráveis. Não basta estabelecer metas vagas, que são subjetivamente avaliadas e cujo acompanhamento não seja possível por meio de números ou dados quantificáveis. Busque ser o mais objetivo possível! Isso vai te ajudar muito na hora de medir o sucesso (ou o fracasso) do andamento do projeto.

3 - Sistematize e delegue tarefas e estabeleça prazos de entrega

Cada tarefa a ser realizada no desenvolvimento do projeto deve ser sistematizada de modo a responder as seguintes perguntas: o que será feito? Quem o fará? Quando será feito? Onde será feito? Por que será feito? Como será feito? Quanto custará? A partir do momento em que todas as atividades do projeto constem com essa forma de sistematização, bem como com o nome do indivíduo ou da equipe responsável por sua realização, você já poderá passar para os próximos passos do plano de ação.

Além disso, é muito importante ter um cronograma de andamento do projeto, com datas específicas para a entrega de cada etapa do projeto. Isso te ajuda a manter controle de prazos gerais, contingenciar verbas, programar a utilização de recursos, entre outras coisas.

4 - Acompanhe o status de cada tarefa: pendente, em andamento e finalizada

Durante a execução do plano de ação, acompanhe e peça feedback sobre o status de cada etapa do projeto. Essas informações servem para a elaboração de relatórios gerenciais atualizados, bem como a identificação de problemas na execução geral do projeto.

5 - Adapte o plano caso seja necessário

Se houver problemas e contratempo na execução do projeto, não hesite em voltar atrás, avaliar as ações pré-estabelecidas e, se for o caso, adaptar novamente o plano de ação. Algumas atividades podem se mostrar infrutíferas ao longo do projeto, por isso mesmo que a utilização de critérios mensuráveis de sucesso (ou fracasso) do projeto é tão importante. Caso necessário, redesenhe suas atividades e coloque novamente o plano em prática!

E então, o que achou de nossas recomendações para elaborar um plano de ação? Pronto para iniciar a realização de seu projeto? Ainda tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário aqui! E não deixe de acompanhar nosso blog para manter-se atualizado!

Sem comentários.

Comente

Voce deve estar Logado para publicar um comentário.