Warning: include(/63384): failed to open stream: No such file or directory in /home/valorecompetencia/www/wp-includes/class-wp.php on line 740

Warning: include(/63384): failed to open stream: No such file or directory in /home/valorecompetencia/www/wp-includes/class-wp.php on line 740

Warning: include(): Failed opening '/63384' for inclusion (include_path='.:/opt/remi/php56/root/usr/share/pear:/opt/remi/php56/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/valorecompetencia/www/wp-includes/class-wp.php on line 740
Tecnologias que aplicam o BPM (Business Process Management)

Tecnologias que aplicam o BPM (Business Process Management)

Tecnologias que aplicam o BPM (Business Process Management)

As transformações proporcionadas pela abordagem de BPM são de alta relevância e impacto organizacional. O BPM se estende a aplicações tecnológicas que serão apresentadas a seguir. Veja:

BPMS (Business Process Management Suite)

Os “suites” de BPM são ambientes que integram negócios à tecnologia da informação, os quais permitem a modelagem de diversos aspectos relacionados à gestão como: fluxos de trabalho, operações de negócio, automatização de processos e definição de regras. Seu objetivo é a geração de aplicações que fornecem suporte às operações de negócio, quando executadas.

Primeiramente, essas aplicações passam por testes com interfaces e sistemas conectados a outras aplicações. Posteriormente, são implementadas no sistema de produção dos negócios para que possam dar suporte às operações.

É importante ressaltar que a observação do andamento dessas operações é essencial para seu sucesso. Dessa forma, o gestor de processos deve estar atento aos dados e às interações entre os usuários dos sistemas, para que toda a experimentação e a implementação seja monitorada de perto e ajustada, se necessário.

A importância do Business Process Management Suite está justamente no fato de utilizar as tecnologias de informação em ambientes de operação, por meio de tarefas, decisões e ações automatizadas. As interfaces são “userfriendly” (amigáveis) e de fácil manuseio, o que acarreta maior autonomia e fluidez de atividades.

SOA (Service-Oriented Architecture)

SOA consiste na elaboração, sob demanda de uma arquitetura de sistemas especialmente desenhada para oferecer serviços de negócio a partir de aplicações. Isso pode ser realizado, por exemplo, por meio do desenvolvimento de um software - com o objetivo de atender às necessidades de uma empresa - cujas funcionalidades variam de acordo com a natureza do negócio, do produto fabricado, do serviço prestado e da tecnologia envolvida.

Esse serviço cuida do relacionamento entre sua base de dados e a de mais aplicativos externos a ele, de forma flexível e ágil. Nesse contexto, é uma forma de promover a integração entre diversas atividades desempenhadas nas organizações para melhorar o fluxo de informações internas e, ainda, produzir sistemas mais integrados e que cooperam entre si na consecução dos objetivos empresariais.

BAM (Business Activity Monitoring)

BAM (Business Activity Monitoring) consiste no monitoramento amplo do desempenho das operações de um negócio, o que permite a tomada de ações corretivas a partir da detecção de problemas. Esse monitoramento ocorre por meio de medições de atividades em tempo real, medições online, consolidação de dados e comparação dos mesmos com indicadores de desempenho em processos. Quando os problemas forem identificados a partir da fase de monitoramento, buscam-se soluções, sejam elas por meio de transformações de processos, medidas corretivas ou resoluções de problemas específicos.

Além disso, mesmo que plataformas BAM e plataformas BI disponibilizem dados e informações chaves aos usuários, as primeiras são mais poderosas, uma vez que permitem o acompanhamento e resposta em tempo real de possíveis desvios em processos e operações.

Sem comentários.

Comente

Voce deve estar Logado para publicar um comentário.