Processos primários, de suporte e de gerenciamento: entenda as diferenças

Processos primários, de suporte e de gerenciamento: entenda as diferenças

Dentre as diversas maneiras de se visualizar e implementar processos administrativos em um negócio, o BPM (Business Process Management) é uma prática de gestão  que supera a ideia estrutural-funcional clássica. Ele guarda foco em uma iniciativa muito mais humano-centrada, com automação e padronização de processos, otimização (com objetivo de alcançar resultados positivos para a empresa) e controle em todas as etapas de execução de uma demanda dentro da organização.

Os processos, na perspectiva que o BPM leva em consideração, representam uma composição lógica das atividades que serão desempenhadas dentro da empresa, de forma que essas atividades significam a disposição física do trabalho que efetivamente é realizado e a forma de fazê-lo. Assim, no contexto do BPM, um processo de negócio significa basicamente um trabalho que entrega valor para os clientes, ou então um trabalho que apoia ou gerencia outros processos, agregando atividades e comportamentos feitos por humanos ou máquinas, a fim de alcançar um ou mais resultados.

De que os processos são constituídos?

De forma geral, um processo traz atividades inter-relacionadas, as quais decidem uma questão específica do negócio. Dentro deste encadeamento, há três tipos de processos de negócio, que interagem e se relacionam uns com os outros em uma organização para que valores sejam gerados para a clientela e deem retorno financeiro.

Essas espécies são as seguintes: os processos primários, os processos de suporte e os processos de gerenciamento. Gostaria de saber mais sobre os benefícios e a abordagem do BPM? Então, é preciso que inicialmente você entenda sobre as diferenças entre esses processos, sobretudo entre os de suporte e gerenciamento.

O que são processos primários?

Os processos primários são aqueles que agregam valor diretamente aos clientes, de modo que representam as atividades essenciais para que as organizações cumpram a missão fixada para seu negócio. Aqui, estão agregadas aquelas operações que estabelecem a percepção de valor que os clientes possuem em relação à marca, aos produtos ou serviços da empresa, de sorte que sejam inteiramente conexas à experiência de consumo ocorrida. Por isso, este grupo permite uma visão de ponta a ponta funcional do negócio.

O que são processos de suporte?

Este conjunto de processos tem a função de oferecer reforço ou apoio para os processos primários, colaborando com a sua boa realização. Serve ainda para prover apoio a outros processos de suporte, dependendo do caso (processos de suporte de segundo nível, terceiro nível, e assim por diante), além de oferecer suporte também aos processos de gerenciamento.

A principal diferença entre este conjunto e os processos primários é que os processos de suporte conferem valor para outros processos, e não para o cliente diretamente. Além da ausência de relacionamento direto com os clientes, é caracterizado por sua estrutura especializada e funcional.

O que são processos de gerenciamento?

Esse último grupo de processos contempla as medições, monitoramentos, controles e gestão do negócio, ditando influência direta na capacidade de realização das atividades, de maneira que a organização atue conforme seus objetivos e metas de desempenho. Também não entregam valor diretamente ao cliente, mas buscam garantir que os escopos operacionais, financeiros e regulatórios sejam cumpridos e alcançados.

E na sua empresa, como você identifica e considera os diversos processos dentro de sua empresa? Deixe um comentário e participe da conversa!

Entenda melhor os Fundamentos em gestão de processos de negócio com BPM

Sem comentários.

Comente

Voce deve estar Logado para publicar um comentário.